Avião cai em Recife e deixa 16 mortos

Do Correio Braziliense:

Aos 55 segundos de vôo, o piloto do avião bimotor da Noar Linhas Aéreas, que caiu na manhã desta quarta-feira (13/7) em Recife, informou à torre de controle que o bimotor apresentava problemas. A informação foi divulgada pela Força Aérea Brasileira (FAB).

No relato, o piloto teria dito que tentaria fazer um pouso de emergência no sentido contrário ao da decolagem, ainda na cabeceira 36 da pista do Aeroporto Internacionl de Recife/Guararapes. No entanto, dois minutos após o primeiro contato, Roberto Gonçalves disse que não chegaria à pista e que tentaria fazer o pouso na praia de Boa Viagem.

A torre de controle perdeu contato com o avião e quatro minutos após a decolagem ele sumiu da tela do radar.

A aeronave é um bimotor LET-410 e saiu do aeroporto de Recife às 6h51, com destino a Mossoró, no Rio Grande do Norte. No plano de voo foi informada a existência de 16 pessoas à bordo – dois tripulantes e 14 passageiros. Não houve sobreviventes.

O Comando da Aeronáutica informa a cronologia das ocorrências com a aeronave de matrícula PR NOB, acidentada em Recife na manhã desta quarta-feira (13), e os contatos com o órgão de controle de tráfego aéreo:

6h51min00s – decolagem da pista 18 do aeroporto do Recife.
6h51min55s – o piloto informou à torre de controle que a aeronave apresentava problema e que tentaria pousar na cabeceira 36, no sentido contrário ao da decolagem.
6h53min57s – o piloto informou que não chegaria à pista e que tentaria pousar na praia de Boa Viagem.
6h54min18s – perda do sinal da aeronave na tela do radar.

O Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA II) iniciou, imediatamente, as investigações para apurar os possíveis fatores que contribuíram para o acidente, a fim de prevenir futuras ocorrências.